Entenda as diferenças entre CNAE MEI e Código de Serviço

Microempreendedor Individual (MEI), aprenda a diferença entre CNAE MEI e Código de Serviço. Leia este artigo e se informe!


Começar um empreendimento é sempre muito complicado, afinal, é um mundo novo para quem está iniciando, o MEI (Microempreendedor Individual) é uma ótima oportunidade para empreendedores iniciantes, por ser simples e ajudar os empreendedores a crescerem.


O MEI é um modelo empresarial básico que já ajudou diversos empreendedores. Porém, mesmo o MEI sendo considerado um tipo de empresa mais simples, ainda existem muitas dúvidas na cabeça dos empreendedores.


Uma das dúvidas é sobre a diferença entre o CNAE MEI e o Código de Serviço, nós vamos te ajudar a entender melhor o que é cada um deles.

Leia os próximos tópicos e entenda a diferença entre Código de Serviço e CNAE MEI.


O que é o CNAE MEI?


O CNAE foi criado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em uma parceria com os municípios, estados e o Governo Federal.

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), ou Código CNAE, serve para identificar a atividade que a sua empresa exerce, o CNAE segue as normas que regulamentam e padronizam as atividades das empresas.


Ou seja, ao escolher um código CNAE, o MEI vai escolher quais atividades ele vai exercer na sua empresa, o MEI deve conferir quais códigos ele pode utilizar, existem atividades proibidas para um Microempreendedor Individual.


Um MEI pode registrar uma atividade principal e 15 atividades secundárias, portanto, um Microempreendedor Individual pode ter até 16 atividades cadastradas

O código CNAE é composto por 7 números, que são divididos em cinco níveis, veja um exemplo:


  • Primeiro dígito – 21 seções;

  • Segundo dígito – 87 divisões;

  • Terceiro dígito – 285 grupos;

  • Quarto dígito, além de um dígito verificador – 672 classes;

  • Últimos dois caracteres, após o dígito verificador – 1318 subclasses.

Código de Serviço


O código de serviço é ligado à emissão de Notas Fiscais Eletrônicas de Serviço (NFS-e), e é com o código de serviço que o MEI consegue identificar e especificar o tipo de serviço prestado, os valores dos impostos cobrados pelo município são de acordo com a discriminação dos serviços.

Ou seja, o código de Serviço serve para o poder municipal definir quanto será cobrado de imposto sobre os serviços prestados pelo MEI.


A Diferença entre CNAE MEI e código de serviço

Como foi visto, o CNAE MEI serve para classificar as atividades exercidas pela empresa e realizar o enquadramento do MEI.


Já o Código de Serviço tem a finalidade de determinar o tipo de serviço prestado pelo MEI, para definir qual será alíquota de imposto para a base de cálculo do recolhimento municipal.

Ou seja, o código de serviço serve para determinar a cobrança de imposto municipal e o código CNAE serve para classificar o ramo de atividade da empresa, os dois são completamente diferentes.


Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.


A EURO CONTABILIDADE CONSULTIVA permanece à disposição dos seus clientes e parceiros interessados em maiores esclarecimentos.


Fonte: Jornal Contábil

1 visualização0 comentário
Botão WhatsApp.png